Monday, June 30, 2014

desperdício de alimentos

Desperdício de alimentos custa ao mundo 750 bilhões de dólares, alerta novo relatório da FAO

11 de setembro de 2013 · Destaque
Tamanho da fonte: Aumentar o tamanho da letraDiminuir o tamanho da letra



Jovens procuram comida em lixão em Juba, no Sudão. Foto ONU/Tim McKulka
Cerca de 1,3 bilhão de toneladas de alimentos desperdiçados anualmente não só causam grandes perdas econômicas, como também tem impacto significativo nos recursos naturais dos quais a humanidade depende para se alimentar. Essa é a conclusão de um novo relatório da Organização das Nações Unidas para Alimentação e Agricultura (FAO)

CO2


Going vegetarian halves CO2 emissions from your food

If you stop eating meat, your food-related carbon footprint could plummet to less than half of what it was. That is a much bigger drop than many previous estimates, and it comes from a study of people's real diets.
As much as a quarter of our greenhouse gas emissions come from food production. But it's not clear how much would really be saved if people swapped their beef steaks for tofu burgers. On some estimates, going vegetarian could cut out 25 per cent of your diet-related emissions. But it all depends on what you eat instead of the meat. With some substitutions,emissions could even rise.
So Peter Scarborough and his colleagues at the University of Oxford took data on the real diets of more than 50,000 people in the UK, and calculated their diet-related carbon footprints.
"This is the first paper to confirm and quantify the difference," says Scarborough.

Birth Control

IUDs
The Best Birth Control
Reproductive health groups, up against bad PR and lax awareness, are leading the charge to make the IUD a first line of defense for unplanned pregnancy

Why is the most effective form of birth control—the IUD—also the one no one is using?

Sunday, June 29, 2014

neurodegenerative diseases selfreparing

Self-repairing mechanism helps to preserve brain function in neurodegenerative diseases

June 20, 2014
Neurogenesis, the self-repairing mechanism of the adult brain by creating new neurons, can help to preserve brain function in neurodegenerative diseases such as Alzheimer’s, Prion, and Parkinson’s, new research led by scientists at theUniversity of Southampton has found.
The progressive degeneration and death of the brain, occurring in many neurodegenerative diseases, is often seen as an unstoppable and irrevocable process.
But now, a research team,… read more

Cardiac pacemaker

A self-powered cardiac pacemaker
June 26, 2014

This picture shows that a self-powered cardiac pacemaker is enabled by a flexible piezoelectric energy harvester (credit: KAIST) A research team from the Korea Advanced Institute of Science and Technology (KAIST) has developed a self-powered artificial cardiac pacemaker operated semi-permanently by a flexible piezoelectric nanogenerator. Currently, pacemaker batteries last seven years on average, requiring frequent replacements, which may pose patients to a potential risk involved in medical procedures. The nanogenerator directly stimulated a … more…

Thursday, June 26, 2014

Slowdown HC Spending Growth

The Global Slowdown in Health Care Spending Growth

 FREE ONLINE FIRST

David Squires, MA1
JAMA. Published online June 26, 2014. doi:10.1001/jama.2014.7221
Text Size: A A A
Increasing health care spending has been part of the US economy for decades, consuming an ever-increasing share of gross domestic product. However, in the past several years, the growth of US health spending has slowed to well below its historic norm.1 This slowdown in the rate of spending growth predates implementation of the Affordable Care Act.
The causes of the slowdown in the growth of health care spending have been widely debated by researchers and policy makers. Does the slowdown reflect merely short-term effects of the financial crisis of 2007-2009 and subsequent years of slow economic growth? Have changes in the health care system more fundamentally altered the mid- and long-term cost trajectory?2 The implications matter, as a sustained slowdown in health care spending growth would significantly improve the US fiscal outlook./.../

Desigualdade BR

Referência do AMICOR Roger dos S. Rosa

Dark Matter


In the Perseus spiral arm of the Milky Way galaxy, opposite the galactic center, lies the nebula SH 2-235, a huge star formation complex. WISE.
Scientists Shine New Light on Dark Matter

Observations of galaxy clusters are providing clues about the most elusive substance in the universe 

Astronomers have come closer to understanding dark matter — one of the most elusive substances in the universe — by using high-energy telescopes to study the gravitational force of vast groups of galaxies that are bound together by gravity, known as galaxy clusters./.../

Índice de Bem-estar Urbano

Lido 81 vezes | Publicado em Notícias |
 
Site Índice de Bem-estar Urbano - IBEU
tamanho do textoreduzir tamanho do texto aumentar tamanho do texto
Qualifique este item
(0 votos)
O INCT Observatório das Metrópoles promove o lançamento do site “Índice de Bem-estar Urbano IBEU” com o propósito de ampliar a difusão desse instrumento de avaliação e formulação de políticas urbanas para o país. O site reúne todas as informações relativas ao índice de bem-estar urbano: análises do IBEU Global e Local; mapas das regiões metropolitanas, base de dados geral, vídeos e quase tudo que foi publicado pela imprensa brasileira sobre o tema.

Campanha “Pelo bem-estar urbano”
O INCT Observatório das Metrópoles lançou, em agosto de 2013, o livro “Índice de Bem-estar Urbano – IBEU” com o propósito de oferecer a atores governamentais, universidades, movimentos sociais e sociedade civil em geral o mais novo instrumento para avaliação e formulação de políticas urbanas para o país. Com o lançamento, o instituto deu início também à campanha “Pelo bem-estar urbano” convidando a sociedade brasileira a escolher a ótica pela qual a Cidade deve ser tratada. Se pela lógica do mercado ou da cidadania?
O IBEU procura avaliar a dimensão urbana do bem-estar usufruído pelos cidadãos brasileiros promovido pelo mercado, via o consumo mercantil, e pelos serviços sociais prestados pelo Estado. Por meio do índice é possível analisar indicadores de mobilidade urbana; condições ambientais urbanas; condições habitacionais urbanas; atendimento de serviços coletivos urbanos; infraestrutura urbana para os 15 grandes aglomerados urbanos que o INCT Observatório das Metrópoles identificou em outros estudos como as metrópoles brasileiras, por exercerem funções de direção, comando e coordenação dos fluxos econômicos.
Para atingir o objetivo proposto, o IBEU foi concebido em dois tipos: Global e Local. O IBEU Global é calculado para o conjunto das 15 metrópoles do país, o que permite comparar as condições de vida urbana em três escalas: entre as metrópoles, os municípios metropolitanos e entre bairros que integram o conjunto das metrópoles.
Já o IBEU Local é calculado especificamente para cada metrópole, permitindo avaliar as condições de vida urbana interna a cada uma delas. No segundo semestre de 2013 a Rede Nacional Observatório das Metrópoles publicou análises sobre o IBEU Local relativas às 18 principais regiões metropolitanas do país.
Todas essas informações estão reunidas agora no site do IBEU.  O leitor vai encontrar as análises do IBEU Global e IBEU Local, os mapas, as tabelas com os dados gerais de análise, vídeos e quase tudo que foi publicado pela imprensa brasileira sobre o tema.
Queremos continuar com a campanha “Pelo bem-estar urbano”, difundindo esta nova ferramenta de análise e ampliando o debate sobre o tipo de cidade que queremos. Participe e nos ajude a divulgar!


Desafios para o bem-estar urbano
Por Luiz Cesar de Queiroz Ribeiro
Existem dois desafios para a aumento do nível de bem-estar urbano nas metrópoles brasileiras. O primeiro refere-se ao não implementação do Estatuto da Cidade de 2001. Este instrumento legal contém em seus princípios e instrumentos de ação do poder público a concepção da Reforma Urbana, pela qual a cidade deve ser administrada como riqueza social e não como mercadoria. Isto se traduz na prática pela inclusão do bem-estar em nossas metrópoles como direito da população e responsabilidade do poder público. De alguma forma encontramos estas ideias nas vozes coletivas surgidas ultimamente nas ruas das nossas cidades, como resultado do confronto entre a promessa de bem-estar pelo aumento do consumo privado e o mal-estar coletivo urbano vivido quotidianamente pela população em gigantescas e precárias metrópoles.
O segundo desafio diz respeito à ausência de uma política urbana em escala metropolitana; ou seja, no Brasil é ainda incipiente o desenvolvimento de políticas públicas, leis e sistemas de governança para a escala das grandes cidades. As metrópoles, quando objeto de políticas, são tratadas como se município fossem e todos são concebidos de maneira simétrica, independentemente das evidentes diferenças de tamanho, complexidade e de função exercida na rede urbana. Por outro lado, o Bem-Estar Urbano nas metrópoles somente pode ser alcançado por políticas que superem a concepção setorial da ação pública. A provisão pública da moradia não se articula com a mobilidade urbana e a prestação de serviços de saneamento básico.
Em conclusão, não temos uma autoridade pública responsável pelo Bem-Estar Urbano e dotada de capacidade técnica, institucional e, sobretudo, política para traçar rumos adequados para uma nação que há muito tempo já é uma sociedade urbana. Mas isto não basta: é necessário que esta mesma sociedade escolha a ótica pela qual urbano deve ser tratado. A do mercado ou o da cidadania? A dos preços ou a dos direitos?

Faça o download do livro "Índice de bem-estar urbano - IBEU" [versão pdf] [versão EPUB (Kindle)]


Etiquetado como: 

Sunday, June 22, 2014

2659 - AMICOR 17

O Guaíba

Aloyzio AchuttiemAMICOR - Há 14 segundos
O Guaíba A seguir mais uma foto, dentro do propósito de abrir o alerta semanal do AMICOR com uma foto do último álbum de nosso filho. Mais no link de página postada na semana passada: http://amicor.blogspot.com.br/2014/05/o-guaiba-por-le-achutti.htm

Visita de amigos

Aloyzio AchuttiemAMICOR - Há 17 minutos
*Eduardo de Azeredo Costa e Airton Fischmann,* Deram-nos o prazer de nos visitar no decorrer da semana que passou. São amigos, colegas e companheiros de vários projetos na área da Saúde Pública e da Epidemiologia. O mais importante foi a pesquisa sobre Pressão Arterial e fatores de risco na população adulta do Estado do RS em 1978. Na época a maior investigação sobre o tema não somente no país como em todo o hemisfério sul.

The future self

Aloyzio AchuttiemAMICOR - Há 33 minutos
The Psychology of Your Future Self and How Your Present Illusions Hinder Your Future Happiness Philosopher Joshua Knobe recently posed a perplexing question in contemplating the nature of the self: If the person you will be in 30 years – the person for whom you plan your life now by working toward career goals and putting money aside in retirements plans – is invariably different from the person you are today, what makes that future person "you"? What makes them worthy of your present self's sacrifices and considerations? That's precisely what Harvard psychologist *Daniel Gilbert* ex... mais »

O hino do Avenida Tênis Clube

José Antonio BrenneremBrenner de Santa Maria - Há 21 horas
*No ano de 1933, fatos importantes ocorreram no Avenida Tênis Clube. Houve a eleição da primeira rainha, foi composto o hino, realizado um festival beneficente e lançado o A.T.C., o primeiro jornal do clube. Na metade do ano, meu pai, Ennio Brenner, tornou-se campeão. * O Avenida Tênis Clube teve seu primeiro e único hino, composto em 1933, com música de Horst Walter Puhlmann e letra de Lamartine Souza. O médico Lamartine Souza, campeão do clube, desde 1920, era então vice-presidente e atuava, desde 1922, na Diretoria Executiva e no Conselho Fiscal. Era homem de vasta formaçã... mais »

THE SCIENCE OF INEQUALITY

Aloyzio AchuttiemAMICOR - Há 23 horas
What the numbers tell us 1. Gilbert Chin, 2. Elizabeth Culotta +Author Affiliations *Recomendado pela AMICOR Mria Inês Reinart Azambuja* 1. *Gilbert Chin is a senior editor for* Science *and Elizabeth Culotta is a deputy news editor for* Science. In 2011, the wrath of the 99% kindled Occupy movements around the world. The protests petered out, but in their wake an international conversation about inequality has arisen, with tens of thousands of speeches, articles, and blogs engaging everyone from President Barack Obama on down. Ideology and emotion drive much of the d... mais »

how we make choices

Aloyzio AchuttiemAMICOR - Há 23 horas
*Hard Choices* Here's a talk that could literally change your life. Which career should I pursue? Should I break up -- or get married?! Where should I live? Big decisions like these can be agonizingly difficult. But that's because we think about hard choices the wrong way, says philosopher Ruth Chang. She offers a powerful new framework for shaping who we truly are. Watch now » PLAYLIST OF THE WEEK 7 TED Talks on how we make choicesInspired by the talk above? Keep exploring, with the selected talks in this playlist. Explore why some choices are so hard to make -- and learn how we can ... mais »

Hypoglycemia in Older People

Aloyzio AchuttiemAMICOR - Há um dia
Hypoglycemia Rising in Older People With Diabetes By JUDITH GRAHAM JUNE 19, 2014 5:00 AM 10 Comments - E-MAIL - FACEBOOK - TWITTER - SAVE - MORE Most of the time, the older woman seemed sharp. But increasingly, she became confused and disoriented — a case of “intermittent dementia,” one doctor speculated. Further tests were ordered, and then another diagnosis emerged. It wasn’t dementia at all. It was hypoglycemia, or low blood sugar. The woman had diabetes and was taking too much medication. Once the doses were lowered, her cognitive symptoms disappeared. ............... mais »

Changing people

Aloyzio AchuttiemAMICOR - Há 6 dias
Frank Schirrmacher 1959-2014A Rememberance ofFrank Schirrmacher[6.12.14] Introduction by John Brockman [Photo: Copyright © Julia Zimmerman] *We are apparently now in a situation where modern technology is changing the way people behave, people talk, people react, people think, and people remember. And you encounter this not only in a theoretical way, but when you meet people, when suddenly people start forgetting things, when suddenly people depend on their gadgets, and other stuff, to remember certain things. This is the beginning, its just an experience. But if you think about it a... mais »